Dia Maritimo Mundial-2020

News

DIA MARÍTIMO MUNDIAL, A SUSTENTABILIDADE E A SEGURANÇA
NO MAR

Sep. 24 2020

A segurança e as baixas emissões contra as mudanças climáticas são dois dos muitos desafios que o setor naval enfrenta. Hoje, a Organização Marítima Internacional (OMI) comemora o Dia Marítimo Mundial, com o lema: “Transporte marítimo sustentável, para um planeta sustentável”.

Além disto, este ano coincide com a véspera de outra celebração muito especial. Amanhã, 25 de setembro, comemora-se os cinco anos da proclamação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), enquadrados na agenda de 2030. “2020 marca o início de um plano de ação e entrega. Entramos numa década decisiva para a indústria marítima e para a vida no planeta”, disse Kitack Lim, Secretário Geral da OMI.

O setor naval tem presente o seu compromisso com os ODS. Em particular, com o ponto 13 relativo à sua ação com o clima na adoção de medidas urgentes de combate às alterações climáticas, e o ponto 14 relativo à vida subaquática, que defende a conservação e o uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos.

O Bureau Veritas ajuda armadores, estaleiros e fabricantes de equipamentos marítimos, a cumprir com os ODS e com as normas da OMI, contribuindo para a redução das emissões de gases e partículas que contaminam o meio ambiente.

LNG, O COMBUSTÍVEL DO FUTURO
 

Na verdade, o Bureau Veritas é a Sociedade de Classificação escolhida para verificar mais de metade das embarcações em serviço e em construção, movidas a Gás Natural Liquefeito (LNG). Este combustível é um grande avanço no setor naval, por apresentar uma baixa taxa de emissão de gases e poluentes. Recentemente, o Bureau Veritas participou nos seguintes projetos:

"BAHAMA MAMA"

Bahama-Mama


O ferry Balearia completou este ano a sua reconversão para o LNG, realizando a sua primeira operação de bunkering em junho. Obteve a classificação do Bureau Veritas, na qualidade de entidade de terceira parte independente, aprovou os seus planos, verificou a certificação dos materiais, realizou as inspeções no local e os testes finais.

"CMA CGM JACQUES SAADÉ"

CMA


Possui o motor em LNG, o mais potente do mundo. O Bureau Veritas classificou este navio e todos os futuros grandes navios movidos a LNG da empresa de navegação francesa CMA CGM. Graças a este combustível, reduzirão as suas emissões de CO2 em 20% e não vão gerar poluição por partículas finas. A classificação dos motores tem sido um desafio para o fabricante e para o Bureau Veritas.

"GAS AGILITY"

Gas agility


Propriedade da empresa japonesa Mitsui O.S.K. Linhas (MOL). Atualmente, está no porto de Roterdão, para responder às operações de outros navios da região. Possuí 135 metros de comprimento e 18.600 m3 de capacidade de armazenamento de combustível, que o tornam no maior navio de abastecimento de LNG do mundo. É classificado pelo Bureau Veritas, entidade que também fará a mesma verificação ao seu “irmão gémeo” do “Gas Agility”, cuja construção teve início a 12 de agosto.

"IBAIZABAL QUINCE"

Ibaizabal

Tem a honra de ser o primeiro rebocador de Espanha com propulsão em biocombustível e LNG. Em julho deste ano, Estaleiros de Murueta, começaram a testar o navio para a sua reconversão. O Bureau Veritas foi a entidade classificadora escolhida para participar deste projeto, que foi criado com o objetivo de minimizar as emissões de gases de efeito estufa.

REDUÇÃO DE ENXOFRE

Adicionalmente, os laboratórios do Bureau Veritas Commodities na Península Ibérica, seis em Espanha e quatro em Portugal, analisaram misturas de combustíveis navais para reduzir o seu teor de enxofre, de acordo com os regulamentos da IMO. As dez instalações contam com a acreditação ISO 17025, que estabelece os requisitos gerais de competência para os laboratórios de ensaio e calibração de combustíveis e óleos industriais. Tudo isto, com a missão de ajudar o setor naval a construir um mundo de confiança. Porque a segurança e a sustentabilidade no mar são preparadas em terra.