Press Release

Bureau Veritas integra projeto de certificação de produção sustentável no setor vitivinícola para a região do Alentejo

Aug. 10 2020

O Bureau Veritas integra projeto de certificação para a Região do Alentejo, fruto da parceria com a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA). Este selo de certificação vem diferenciar o Setor Vitivinícola em Portugal.

O Bureau Veritas em conjunto com a CVRA irá atribuir os certificados de produção sustentável, aos produtores que cumprem com requisitos considerados fundamentais para esta distinção, nomeadamente, gestão de solos, água e rega, diminuição de produção de resíduos ou monitorização da fertilização, entre muitos outros critérios.

A certificação para este setor traduz-se em vantagens ambientais e económicas e confirma a aposta no caminho da sustentabilidade. Um marco no mercado português e uma mais valia para a exportação.

Esta certificação surge no ano em que é assinalado o 5º aniversário desde a criação do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), pioneiro em Portugal e distintivo para o setor.

Como explica João Barroso, coordenador do PSVA, “Produções vitivinícolas mais sustentáveis do ponto de vista ambiental, através da redução do uso de pesticidas, do gasto de água e eletricidade ou da proteção da biodiversidade são, sem dúvida, produções também elas mais viáveis economicamente, uma vez que tornam todo o processo, desde a uva até à garrafa mais eficaz e eficiente”.

O PSVA promove no campo, a boa gestão dos solos, a utilização de organismos auxiliares, a preservação dos ecossistemas, a conservação e restauro das linhas de água, ou recurso ao modo de produção integrada e modo de produção biológica.

“Ao longo dos últimos anos, tem-se verificado uma maior sensibilização e atuação por parte dos produtores alentejanos em relação à gestão de água, eficiência energética e à importância da conservação da biodiversidade, mas, com esta certificação, será possível dar o salto para uma produção ainda mais amiga do ambiente e que, sendo pioneira, destaca o espírito de inovação do Alentejo no mercado interno, mas, também, internacionalmente”, explica Francisco Mateus, presidente da direção da CVRA.

Mais passos estão a ser dados, para que se continue a promover os melhores projetos ao nível da inovação na agricultura e silvicultura em áreas rurais e aperfeiçoando as práticas utilizadas nas vinhas e adegas, produzindo uvas e vinho de qualidade e economicamente viáveis.